buscando a ternura.

buscando a ternura.
Quem tem amizade na vida , tem Deus ao seu lado.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009




É como...


A noite é como um sonho;


cheio de aparencias incertas.


A vida é como a noite,


incerta de aparencias cheias.




A guerra é como um pesadelo;


cheio de visões terriveis.


A vida é comoa guerra;


terrivel e de visões cheias.




A tempestade é como a dor;


cheia de assombros irreais.


a vida é como a tempestade;


irreal de assombros cheias.




A morte é como a fuga;


cheia de angustias sentidas.


A vida é como a morte;


sentida de angustias cheias.




O medo é como a ressurreição;


cheia de novidades atordoadoras.


A vida é como o medo;


atordoada de novidades cheias.




Elpidio de paula neto





Um aparição


antes não estava...


mas como um brilho...


um partejamento...


um aparição...


uma parição...


e então?...


estava...


E estava lá...


lá...


como se não estivesse...


como se não fosse...


nem estivesse...


mas permanecia lá inerte...


o homem...


como uma gota dágua´na bacia...


na bacia jazia inerte e era de certo modo feito.




Elpidio de Paula Neto


quarta-feira, 24 de junho de 2009


Carta a mim mesmo

Tenho saudades de ti, do tempo que eu te conhecia, do tempo que eu sabia o que você pensava e pensava no que você sentia e sentia tudo.

Tenho o saudosismo feliz de te ver sendo você mesmo sem a preocupação se sempre agradar e querer o bem dos outros.

Sinto saudades do cheiro de seu cansaço depois de gastar uma noite inteira brincando com os seus amigos, sorrindo e dançando e sendo somente feliz.

Sinto saudades de você, sem medos e sem máscaras.

Espero que essa carta te encontre, pois eu, não consigo mais te encontrar.

Do quase sempre.

Eu mesmo.

Elpidio de Paula Neto

nunca


Nunca

Nunca devemos evitar os sorrisos,

Venham de onde vierem.

Jamais evitemos os bailes, as danças,

Sem no importarmos com a companhia.

Nunca fujamos das amizades,

Mesmo das mais comprometedoras.

Jamais tenhamos medo dos amigos,

Sem ficarmos conceituando valores.

Nunca fujamos das alegrias,

Mesmo daquelas que não tem sentido.

Jamais nos receiemos de sorrir largamente,

Mesmo que o motivo seja sempre fútil.

Nunca nos esquivemos dos passeios,

Mesmo que sejam sem destino.

Jamais evitemos andar a esmo,

Mesmo que a volta seja solitária.

Nunca tenhamos medo da dor,

Mesmo que seja a da alma.

Jamais queiramos evitar as paixões,

Mesmo que elas nos sejam as mais dolorosas.

Nunca evitemos sermos mortos,

Mesmo que vivos permaneçamos.

Jamais ansiemos pelo viver sem rumo,

Mesmo que o mais seguro seja não viver.

Nunca tenhamos medo de sermos nós mesmos;

Mesmo que isso implique em não fazer os outros felizes.

Elpidio de Paula Neto

sábado, 13 de junho de 2009




Crepúsculo dos deuses
A verdade e o conhecimento sempre foram causa de incomodo para os deuses, pois eles tinham o sábio receio de não querer perder o poder e a detenção do conhecimento por parte dos homens.
À medida que a luz do conhecimento começa a iluminar as mentes dos homens começa a automaticamente a obscurecer a presença dos deuses entre os homens, eles então perdem o monopólio do conhecimento e junto com ele vai também o poder impositor dos deuses mentirosos que somente existem por causa da adoração de seus fieis.
Mas é melhor viver a dor do abutre que come o nosso fígado do que permanecer na terra e na ignorância das coisas.
Elpidio de Paula Neto

sexta-feira, 5 de junho de 2009




Indo

inconestavelmente inconteste...

sem contestação...

sem contestar...

somente prosseguindo...

somente se consumindo...

... esvaindo e indo...

incontestavelmente indo...

inconteste esvaindo...

sem contestação prosseguindo...

sem contestar consumindo...

somente prosseguindo...

sem contestação...

sem contestar...



destruindo... consumindo... indo...

incontestavelmente inconteste...

esvaindo e saindo indo...

incontestavelmente.



Elpidio de Paula Neto